O que é LER e DORT e como se prevenir de lesões no trabalho

Dores por excesso de trabalho podem causar LER (Lesão por Esforço Repetitivo) e DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho). Essas são algumas das doenças ocupacionais que mais acometem brasileiros em idade produtiva.

Pesquisa feita pela Sinan- Sistema de Informação de Agravos de Notificação, entre 2007 e 2016, constatou um aumento de 184% de casos de LER e DORT no Brasil, passando de pouco mais de 3.200 casos para 9.100 em menos de 10 anos.

Os números preocupantes mostram como doenças musculares causam prejuízos à saúde, principalmente quando o diagnóstico e tratamento é feito tardiamente. Para evitar complicações, a prevenção faz toda a diferença.

Para o doutor Diogo Fagundes, ortopedista e traumatologista, doenças relacionadas ao trabalho tem tratamento e podem ser combatidas com pequenas mudanças de hábitos. Confira as melhores formas de prevenção das  lesões no trabalho.

 

O que é LER e DORT e quais suas diferenças?

LER e DORT são patologias de cunho osteomuscular. A LER é conhecida como Lesão por Esforço Repetitivo e ocorre por causa de atividades repetitivas que lesionam os músculos e tendões.

Os DORT- Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho são mais amplos, e referem-se a lesões mais profundas, que afetam nervos e articulações. Além de esforços repetitivos, os DORT também enquadram a má postura e excesso de peso no local de trabalho.

O termo DORT é usado com frequência pela comunidade médica, por sua terminologia ser mais abrangente, e ainda por ter sido incluída desde 1998, como patologias osteomusculares na lista do INSS.

 

Sintomas mais comuns de DORT e LER

Dores nas mãos, braços e pernas são sintomas ignorados inicialmente, mas que já declaram alguma inflamação ou lesão local. Com o passar do tempo e a intensificação da dor, os sintomas ficam mais claros e surge a necessidade de tratamento. Os sintomas de DORT e LER mais comuns são:

  • Dores localizadas no punho, dedos e antebraço;
  • Formigamento nas extremidades como nos pés;
  • Câimbras;
  • Fraqueza muscular.

Trabalhar sentado ou em pé por muito tempo, digitar repetidamente e não ter pausas para descanso são algumas das causas mais comuns dos sintomas listados. Por isso, o doutor Diogo Fagundes alerta para a busca de tratamentos eficazes, assim que os sintomas se tornem recorrentes ´´DORT ou LER, não importa a terminologia, o que vale é entender que doenças relacionadas ao trabalho são extremamentes comuns e, como quase todos nós não podemos nos dar ao luxo de não trabalhar, vale a pena ler as dicas abaixo de como evitar lesões.´´

 

Como prevenir as lesões no trabalho

Para trabalhar com produtividade e qualidade, é imprescindível cuidar das articulações para evitar as doenças musculares. O doutor Diogo Fagundes listou algumas dicas para prevenir lesões no trabalho:

  • A cada hora de trabalho, dê ao menos 5 minutos de descansos as mãos. Durante esse tempo, alongue-as, esticando os dedos e abrindo e fechando as mãos;
  • Deixe as mãos bem relaxadas e balance levemente. Desta forma, os músculos ficarão menos flexionados e tensos;
  • Utilize apoio para os pés, onde consiga retirar os sapatos e descansar numa superfície ondulada e confortável.

Caso as dores estejam incomodando e impactando negativamente o dia a dia, é fundamental buscar ajuda profissional para um tratamento eficiente a longo prazo.

O médico ortopedista e traumatologista Diogo Fagundes tem formação pelo Hospital Miguel Couto, no Rio de Janeiro, é membro da SBOT- Sociedade Brasileira em Ortopedia e Traumatologia, com fellowship em cirurgia do joelho pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho, com passagem pelo Clube de Regatas do Flamengo.

Doutor Diogo Fagundes atende todos os casos relacionados ao sistema musculoesquelético e atualmente com o advento da pandemia por COVID-19, além do consultório próprio, se dedica às teleconsultas, diminuindo distâncias e facilitando a comunicação entre médico e paciente.

Agende sua consulta, seja presencial ou por telemedicina, e invista em mais saúde e qualidade de vida.

Via WhatsApp: 22 99224-6442

Siga-me no Instagram

Leia Também: Dores nos joelhos: as causas, sintomas e principais lesões

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *